h1

Coluna do Carlinhos

30/10/2009

COCO_GLUPAs chances são ainda remotas, mas não interessa. Agora chegou a hora de mostrar dignidade, honradez e apreço pela vitória, com muita humildade. Só assim poderemos honrar as 3 cores. E foi o que foi feito ontem. Quando torcida e time se uniram para ganhar uma decisão. Foi uma vitória de todos.

Tenho estado até calmo, mas ao subir a rampa do Belini ontem, vi que estava nervoso. Meu inconsciente já sabia que era tudo ou nada. Começa o jogo e parecia que o time que estava disputando a liderança era o das 3 cores. Seguro, bloqueando as jogadas de ataque do organizado Galo mineiro, que afinal também tinha que sair para o jogo, não tardamos a fazer o gol, num pênalti cristalino que o Fred quase cai sentado para converter. Outra paradinha destas e o que vai parar é o meu coração.

Depois, o toque de bilhar do Conca para matar o Atlético. Cocoricó! Acordam de vez os 13.000 tricolores no estádio. Depois da falha de Rafael (Está com crédito mas estava nervoso ontem) e do gol do Tardelli, O Fluminense, encorpado e organizado, consegue ainda criar várias chances e ganha o jogo com méritos.

Impressionou-me que um time medíocre como este do Celso Roth esteja nas cabeças. O campeonato está aberto porque está tudo nivelado (por baixo) e qualquer coisa pode acontecer.

Méritos ao Cuca, que vem conseguindo que sua equipe evolua a olhos vistos. Efetivamente o que vemos em campo hoje parece um time. Apesar, ou graças às barrações dos medalhões e das aberrações (João Paulo, argh!), ele vem conseguindo acertar o time e a cada jogo acontecem atuações individuais melhores, como as do Mariano e Diguinho, e coletivas, com o Equi equilibrando o meio e mostrando que tem que ser titular ao lado do Conca. Hoje vemos tabelas no ataque e saída para contra-ataques. Faltam ajustes na defesa, mas agora podemos pelo menos lutar e pelo menos hoje não preciso pensar se o Cuca sabe ou não gerir elencos.

As notas tristes vem da imprensa, que continua seu trabalho sujo de desestabilização do Fluminense. Hoje o Lance deu matéria dizendo que se o Cuca perdesse, seria substituído pelo Branco. Notícia esta que já foi desmentida por pessoas ligadas ao Mário Bittencourt e que provavelmente será desmentida no site oficial do clube. Após uma vitória maiúscula como a de ontem, qual o objetivo de se plantar uma notícia falsa como esta na manhã seguinte? Enquanto que este Sr. Milton Neves usa de seu espaço na rádio Bandnews para alardear que o Atlético foi roubado (!!!!!!!!) ontem e que está em andamento uma operação salva-carioca. No Globoesporte.com, é dado o destaque a uma entrevista do Fabinho (que não jogou nada, nada, nada) reclamando do Cuca. Ele tinha que enfiar a viola no saco e sair de fininho. Numa semana decisiva vai se dar destaque a isso porque? Acho tudo muito esquisito.

Por essas e por outras que a grande imprensa, escrita, falada e televisada vem perdendo público mundialmente. Mas, hoje, deixa falar porque nós estamos vivos! VIVOS!

Anúncios

6 comentários

  1. Nao concordo muito com essas teorias de cosnpiraçao da imprensa. E evito ao máximo escutar as “polemicas marketeiras” do Milton Neves, talvez o pior jornalista esportivo do pais.


  2. Eu me pergunto sim.

    Esta história do Cuca e do Branco? Uma mentira deslavada publicada em destaque no Lance de hoje.

    Porque, ao invés de destacar a boa fase o Equi e do Mariano, os caras dão moral para um cara que não jogou nada e foi barrado justamente (Fabinho) e agora sai falando mal do Cuca, que efetivamente está trabalhando em prol de resolver a coisa?

    Até já nem leio mais essa “imprensa” esportiva brasileira. O RMP me dá vontade de vomitar. Mas as histórias tem repercutido bastante nos sites de relacionamento da torcida do Flu e acabo sabendo disto tudo.

    Do Milton Neves nem dá pra falar porque senão ele processa. Imprensa livre só ele estiver falando as abobrinhas dele.

    Tá certo que o Flu fez por onde, mas o tal de Cahê Mota que escreve pro Globoesporte é vergonhoso. A torcida ODEIA ele e seu chefe, o tal de mansur, que era assessor de imprensa do Flamengo. Eles, afinal querem que a torcida leia ou não o jornal? E depois não querem que a gente chame de flapress.


  3. O que nos nao concordamos é que isso nao é deliberado contra o Flu. Acontece com todo mundo. A imprensa levanta na fase boa e derruba na ruim.

    Ate o fla que vc diz ser privilegiado, é. Ou esquece que basta o Adriano (mesmo artilheiro do campeonato) se atrasar 10 minutos para a home do globoesporte aparecer zoando.

    É assim mesmo.

    E o RMP, se quer saber, nem a torcida do flamengo gosta dele. Aquele babaca defende abertamente o mata-mata, que é um retrocesso infeliz.


  4. Respeitosamente discordo.

    Basta ver 2 exemplos recentes e cristalinos do Globoesporte.com.

    Quando o Fred foi surfar, até testemunha eles foram arrumar na praia e deram tremendo destaque.

    Quando apareceu a mulher denunciando o goleiro Bruno do Flamengo por porrá-la no aconchego da intimidade ou quando a ex do Adriano denunciou que ele havia faltado um treino para namorar com ela e não cuidar do filho doente, o Globoesporte sequer colocou isso no ar, uma verdadeira operação abafa.

    Já falei antes que os interesses comerciais ditam as regras dos cadernos de esporte e é normal que se puxe a brasa para determinado clube mais popular, mas o que o Globo/Extra/Lance/Sportv/ESPN Brasil patrocinam é de lascar.

    Tudo bem que o Fluminense não se respeita, mas para jornalistas que se dizem isentos a quantidade de piadinhas a respeito do Flu é assustadora. Verdadeira chacota nacional que a direetoria, por incompetente que é, deixa rolar. Se for dar a cara a tapa, o Horcades vai acabar com a cara mais inchada do que já é. A coluna do RMP (o cara é diretor do Extra!) é uma vergonha e um desserviço ao bom jornalismo.


  5. Fora que um dia no Bem, Amigos, o RMP, que havia passado uma semana esculhambando o Ronaldo Fofômeno no jornal, foi lá e ficou pianinho, só levantando bola pro papa-traveco cortar.
    E quando o Ronaldo falou que no Brasil a imprensa não preserva os ídolos, não teve um FDP para lembrar ao gordo que a culpa dele ter ido parar numa delegacia com 3 “princesas” não foi da imprensa. Um nojo. Aquilo lá é um teatro horroroso e os caras que tem diploma de jornalista e vão lá só para bater palma são uns escroques. Porque jornalistas não são.

    Experimentem ler a parte esportiva do Times londrino ou mesmo o Olé argentino. Estão a anos-luz desse lixo mal escrito que temos por aqui.


  6. Lembra do Grêmio do Celsão ano passado? Uma merda e foi vice. O nível desse ano é baixo, mas tá um pouco melhor, principalmente nessa reta final.

    Imprensa = Lixo – mas o povo gosta e a gente “tem” que ler.

    Um fortíssimo abraço



Comentários encerrados.

%d blogueiros gostam disto: