h1

Inesquecível

01/06/2009

Dejan Petkovic é autor da maior façanha que já vi meu time superar.

Era o ano de 2001 e o Flamengo chegava a terceira decisão seguida de campeonato estadual contra o Vasco da Gama. O time cruzmaltino, que tinha melhor elenco, e jogava para ser campeão com a vantagem de poder perder por 1 gol. O jogo estava 2×1 para o Fla e a torcida vascaína já gritava “é campeão”. Aos 43 do segundo tempo, o atacante Caio (esse mesmo que hoje é comentarista da TV Globo) sofreu uma falta na intermediária. Era a última chance, e não era uma chance clara. A falta era de longe… E voltando ao Gringo, que arrumou a bola e cobrou de forma impecável, com a bola tendo feito uma trajetória que desafia os limites da física. O pobre (e bom) goleiro Helton do Vasco pulou e so conseguiu raspar as pontas do dedos na bola. Mas, como diria o ditado popular, a Inês já estava morta.

Gol do Flamengo! Tri campeão! Neste momento os jogadores do Flamengo se abraçavam em êxtase, e os do Vasco olhavam e tentavam entender como a bola havia entrado. E, uma imagem emblemática daquele momento foi o Zagallo, técnico do Flamengo na ocasião tendo praticamente um ataque à beira do gramado.

Inesquecível!!! Só para as pessoas de outros cantos do país terem a noção do que isso representou, foi simplesmente por causa deste tricampeonato que o Vasco passou a ser conhecido como VICE DA GAMA. Impagável!!!

Pois bem, contei toda essa história porque hoje, 8 anos depois, esse mesmo gringo que passeou por um monte de clubes do Brasil, voltou ao Flamengo. Volta tarde, é verdade. Mas volta de onde nunca deveria de ter saído. Costumo dizer que se Petkovic ficasse no Flamengo por muito tempo depois daquele gol, hoje seria um ídolo absoluto da calçada da fama rubro negra. Mas, outros caminhos e propostas o levaram embora.

Aí vão falar que ele esta velho, que vai desagregar. Eu prefiro acreditar que se trata de um jogador com a consciência de que esta em fim de carreira e pretende terminar dignamente. Sem falar nas finanças do clube. A escalação ou não do jogador esta sob responsabilidade do técnico. Torço para que Cuca tenha independência e tranqüilidade para decidir escalá-lo ou não.

João Roberto Lira é torcedor do Flamengo e acompanha o FLANEWS desde sempre. Resistiu muito tempo aos convites para escrever mas entendeu que chegou a hora e admite ter gostado da experiência. Volta uma hora dessas aí…

Anúncios

4 comentários

  1. Belo texto, João!

    Me lembro com detalhes desta partida, que assisti ao lado de um grande amigo vascaíno. É realmente inesquecível, pela forma como foi conquistada.

    Apesar de entender, sou particularmente contra a contratação do Petkovic. Acho que ele vai agregar pouco e ainda racha o depto de futebol.

    Mas, só o tempo dirá.


  2. Já chegou rachando a diretoria, falta só rachar o grupo.

    O maior inimigo do Flamengo é o Flamengo.


  3. medo, muito medo….


  4. RECORDAR É VIVER , NUNCA ESQUEÇO AQUELA FINAL, TOMARA QUE O PET NOS FAÇA MUITO FELIZES COM SEUS GOLS MILAGROSOS. BEIJOS A GRANDE NAÇÃO RUBRO-NEGRA.



Comentários encerrados.

%d blogueiros gostam disto: