Archive for dezembro \11\+00:00 2008

h1

Espaço Phill

11/12/2008

imprensa 

O problema da imprensa com o Flamengo

– “Foi a minha experiência mais difícil. Pela cultura interna do clube é complicado de trabalhar. Você fica muito exposto. Eu tive uma experiência no Palmeiras, que dá para fazer um parâmetro. Lá eu não ficava tão exposto assim em termos de mídia e situações difíceis de contornar. Nesse aspecto, foi bem complicado(…)” – Caio Júnior, ex-técnico do Flamengo

Hoje entrei nos portais de esporte como sempre faço e mais uma vez percebi o quanto a imprensa prejudica o Flamengo. A relação da imprensa com o rubro-negro é realmente indecifrável. Não se sabe se pegam tanto no nosso pé porque somos o time de maior massa torcedora ou se é porque não gostam da gente mesmo.

Mas o que me indignou mesmo foi a última dos urubus (não-rubro-negros) caçadores de sensacionalismo. Depois da polêmica histórica envolvendo o mais novo marginal e fenomenal corintiano, Márcio Braga foi entrevistado. E em sua entrevista, deu como exemplo a boa organização que foi o processo do empréstimo do Adriano ao São Paulo.

Perguntado se MBraga gostaria de rever Adriano no Flamengo, sua óbvia resposta foi que sim, que adoraria ver o Imperador vestindo o Manto, e quando ele demonstrasse novamente interesse em retornar a campos brasileiros, o Flamengo iria até ele. A resposta foi tão distorcida pela imprensa, que logo no dia seguinte, a manchete era de que o Flamengo queria contratar o Adriano para compensar a trairagem do Ronaldo. Incrível, não?

E quando você acha que os sacanas não podem ir mais longe do que isso, alguém vai até o empresário do cara pra conseguir uma exclusiva. Gilmar Rinaldi, representante do Imperador, dá logo uma patada. Muito merecida por sinal. “- Não dá nem para avaliar esta situação neste momento. O cara é titular do time. Por qual motivo ele iria para o Flamengo?”

Desculpem-me os jornalistas, mas essa é uma profissão que ou você é muito digno ou muito promíscuo. Oito ou oitenta. Posso citar 300 nomes de repórteres e jornalistas respeitosos e bem-sucedidos, e outros 300 de pessoas que fazem QUALQUER coisa para aparecer. (*antes que falem, a minha, publicitário, também tem dessas pessoas.)

Imagine, você tem sua empresa e 19 concorrentes no mesmo ramo. Todo cuidado para não ser passado pra trás é pouco. De repente você encontra diariamente pessoas que estão ali, fotografando e anotando cada passo que você dá. E em menos de 20 minutos, tudo isso está online, exposto para qualquer pessoa ver. Como você administra sua empresa assim?

Pelo que disse Caio Júnior acima, dá pra entender como ele se sentia, sendo um treinador de pouca bagagem e logo ter que encarar a pressão dos torcedores, pressão essa causada grande parte pela imprensa que expõe tudo o que acontece na Gávea, desde o almoço do roupeiro até a escalação pro próximo jogo. Isso cria uma ansiedade e pré-julgamentos desnecessários que atrapalham o time.

Caso a imprensa resolvesse largar mão do Flamengo, nossas estratégias para o jogo teriam mais efeito. As táticas estariam mais seguras, e uma possível nova jogada ensaiada não seria revelada antes da hora. E nossa imagem (caso o nosso presidente não abrisse mais a boca por livre e espontânea vontade) estaria sempre limpa perante todos. Larga da gente, vai!

Fellipe dos Santos, o Phill escreve sua coluna semanal para o FLANEWS.

h1

A chance para o Flu

11/12/2008

 

O Horcades pode estar prestes a se salvar. Por vias tortas, fizeram a coisa certa. Ao colocar o Branco (e seu questionável trabalho) como capitão da barca, abriram as portas do clube para o Parreira e a Traffic.

Se fechar a parceria com a Traffic, cuja cúpula é profissional, mas composta de tricolores, o Flu tem grandes chances de trazer também o Parreira como diretor do futebol e resolver o problema de elenco. Talvez o Marcio Braga se surpreenda de novo, vamos ver.

Mas que os tricolores não achem que isso possa ser a redenção dessa gestão.

Apesar da Copa do Brasil e a Libertadores, cometeram erros decisivos e são a perpetuação de um modelo que precisa mudar.

Prioridades: Washington, Conca, Luiz Alberto e um CT.

Especula-se: Neri Cardozo (meia, Boca Juniors), Rodolfo (zagueiro, Lokomotiv Moscou-RUS), Dedé (lateral-direito, Ceará), Diguinho (volante, Botafogo), Adriano (atacante, Inter de Milão-ITA), Carlos Alberto (apoiador, sem clube) – AI MEU JESUS ESSE NÃO PELAMORDEDEUS, Lucio Flavio (apoiador, Botafogo) e Richarlyson (volante, São Paulo), Leandro Amaral (Vasco), Eduardo Costa (sem clube) e Marquinho (Figueirense).

 

A barca:

Diego, Carlinhos, Rafael e Eduardo Ratinho, Junior Cesar, Thiago Silva e Roger, Ygor, David e Somália.

 

 

Carlos Clark é tricolor e gostou muito da saída do Branco. Colabora com a FLANEWS com notícias e impressões do Fluminense.

h1

Futebol dos Pampas

11/12/2008

 

Fim de ano chegando e o futebol gaúcho se despede de uma forma que ficou bom para ambos.

O Internacional se despediu não da forma como os torcedores imaginavam, todos os colorados sonhavam com o time disputando a libertadores no ano do centenário, mas por motivos conhecidos e exaustivamente expostos isto não foi possível, tirando estes percalços podemos afirmar que o colorado não fez um grande ano mas mesmo assim fomos campeões da DUBAI CUP, GAUCHÃO E COPA SUL-AMERICANA, este poderá ser reconhecido como um grande ano  colorado somente no ano que vem.

Explico porque este ano será reconhecido somente no ano que vem.

Se o Grêmio no ano que vem ganhar a libertadores, este ano não terá validade nenhuma para os colorados, este ano será marcado como o ano em que inter com um time muito superior ao do grêmio não teve a capacidade de chegar a libertadores e ainda teve que ver o co-irmão chegando lá, em compensação se o grêmio não chegar ao titulo da libertadores este ano ficará marcado como o ano em que o grêmio não ganhou nada e ainda viu seu maior rival chegar a 3 finais e vencer todas.

Isto para quem não conhece, é a rivalidade do maior clássico do futebol brasileiro. Pelos motivos descritos acima, 2008 só acabará para o futebol gaúcho em meados de 2009. Quem viver, verá…

Evandro Feltrin é torcedor colorado e traz ao FLANEWS semanalmente as notícias do futebol do sul do Brasil.

h1

Ronaldo, da Gávea para o Parque São Jorge

10/12/2008

ronaldo-camiseta-corinthians1

Que surpresa de fim de ano…

Esperei um pouco o susto passar para poder comentar. Desde ontem à tarde, já ouvi opiniões das mais diversas, de craques do futebol atual a respeitados profissionais da imprensa brasileira. O assunto, por tudo que cerca a história do jogador, é polêmico. A maioria concorda nos seguintes pontos:

Uma belíssima ação de marketing da diretoria corintiana.

Venderão milhares de camisas em 2009.

O Corinthians terá no próximo ano, uma projeção internacional que talvez nunca tenha tido.

Diretoria corintiana, que fez realmente em 2008 um bom trabalho, reconduzindo o clube à primeira divisão do futebol brasileiro, de onde nunca deveria ter saído.

A torcida corintiana está dividida. Uma parte empolgada, já esperando a data da estréia do atacante com a 9 do Timão. Outra parte, receosa do marketing estar sendo maior do que o resultado esportivo.

Pelo lado do Flamengo, pego de calça arriada, ficou a decepção. O sentimento de que recebeu o amigo em casa, o tratou da melhor forma possível e na hora de assinar a parceria, ele virou as costas e assinou com o vizinho.

Não concordo com a sensação de traição explanada pelos rubro-negros nas ruas. O cidadão é profissional. Recebeu uma proposta que dizem ser impressionante para valores nacionais. Tem que aceitar. Parabéns ao Corinthians por viabilizar isso e acreditar no cara, hoje ainda muito longe da forma física aceitável para um atleta profissional.

Pode se discutir se ele deveria comunicar a diretoria do Flamengo que havia uma negociação em curso com o Corinthians. Mas, na era do marketing, não devemos esquecer o contrato “vitalício” do jogador com a Nike. È público e notório que as relações entre o Flamengo e a Nike são péssimas, se é que elas ainda existem. Em julho, se não me engano, o time da Gávea passará a vestir o uniforme da Olympikus. Alguém acha que a Nike apoiaria seu principal garoto propaganda brasileiro num clube que lhe deu uma rasteira?

Ao Flamengo, resta levantar a cabeça, sacudir a poeira e dar a volta por cima. Sem o Ronaldo.

Léo Pereira é Rubro Negro e editor do FLANEWS.

h1

09/12/2008

ronaldo_flamengo_2008

Parabéns Ronaldo.
Natal fenomenal, né?
Acaba de comprar briga com a torcida que mais te apoiou em todos seus problemas, com o clube que até gastou dinheiro para você se recuperar.
E vai ser usado como bonequinho de marketing no time da Gambazada.
Se liga, cara. Até camiseta já tem pra vender. Acha mesmo que querem te ver jogando bola?
Depois que você render vitrine e alguns milhões pro Timão ê ô, vai ser difícil voltar pro Mengão.

Feliz Natal pra você.

h1

Pearl Harbor vascaíno

09/12/2008

 

vasco-segunda-divisao11

7 de dezembro. O dia da infâmia dos americanos, em homenagem ao ataque japonês que marcou a entrada do país na Segunda Guerra, agora também é dos vascaínos. Qual o Missouri afundado no Havaí, a caravela cruzmaltina não resistiu e também foi a pique.

 

Culpe-se o timoneiro, trocado já em mares revoltos. Culpe-se o ex-timoneiro, que levou o Vasco da glória ao fracasso. Ironia chegar à segundona pelas mãos do Dinamite, que tem se mostrado tão inapto ao cargo. Sem nenhuma experiência, o que faz o cartola vascaíno?

As coisas definitivamente não parecem boas com o Bob.

 

Começou o ano com o Romário de técnico – meu Deus! – Depois foi de Alfredo Sampaio, o Delegado e ainda o inacreditável Tita em uma aparição bisonha como treinador.

 

vasco-segunda-divisao71Renato, apesar de limitado, não tem culpa. Quem o trouxe, sim. O time, fraco, é o que fizeram. Estava em oitavo quando Eurico saiu. Penso que após o apogeu da Libertadores, o Vasco foi se apequenando, olhando apenas para o seu próprio umbigo (do Eurico, claro) limitando-se a jogar em São Januário para platéias menores, ao invés de ter a honra e o privilégio de usar o Maracanå. Ficou longe da imprensa e da própria torcida. Foi cavando aos poucos o seu buraco.vasco-segunda-divisao61

 

Já vi esse filme, e sei que dói. Se o vascaínos de bem não se movimentarem rápido, e entenderem do que se trata jogar uma segunda divisão, prevejo dias de decepção para a galera do bacalhau da colina. Não vai ser moleza e também por experiência própria sei que pode piorar muito. Depois de passarem tantos anos dando suporte político a um comando despótico e suspeito, cabe a eles mesmos darem um destino diferente ao clube. O Vasco tem tradição de sobra para superar esse naufrágio, mas se não prestarem muita atenção, vai afundar de novo.vasco-segunda-divisao101

 

 

Carlos Clark é tricolor e colabora com o FLANEWS. Acompanhou a hecatombe vascaína e sabe que apesar das gozações, não foi bom para o futebol carioca.

h1

Frases para não esquecer

09/12/2008

 

“Nossos adversários melhoraram esse ano. Mas só deixamos pra vencer na última rodada por conta de tropeços no primeiro turno. Perdemos alguns pontos bobos. Se tivéssemos um primeiro turno normal, o campeonato já estaria encerrado a umas 3 rodadas, pelo menos.”

Muricy Ramalho – técnico do São Paulo FC – falando ontem no programa Bem Amigos sobre o Campeonato Brasileiro 2008.