h1

Adversários que respeitamos (São Paulo FC)

10/09/2008

 

São Paulo 2 x 2 Flamengo – Final da Supercopa 1993

 

Bem me lembro desta quarta-feira.

 

Lembro-me também que ainda garoto, e com um pai botafoguense fanático, tive uma das noites mais sofridas e felizes da minha infância.

 

Isto porque estava de castigo e meu, pai severo como só ele, não ia permitir que eu assistisse ao jogo como parte da punição.

 

Começa o jogo. Cruzamento na área – acho que foi um escanteio, alguém escora e Casagrande completa de cabeça pro fundo do gol do segundo maior goleiro da história tricolor.

 

O que me lembro, como se fosse agora, foi meu pai entrando no quarto e dizendo: Vai lá pra sala ver o jogo comigo. Quem sabe num dá sorte. Esses caras num podem ganhar. Ninguém merece flamenguista feliz.

 

E lá fui. Não deu outra: gol do Flamengo! Sei que foi do Gaúcho, também de cabeça se não me engano. Imaginem o medo de voltar ao castigo? Porém meu pai resolveu insistir na aposta que eu daria sorte.

 

Jogada de mestre! Leonardo? Djalminha? Não! Mestre Telê Santana. Saca o lateral direito Vitor e coloca o número 15 Juninho (ele ainda não era Paulista).

 

Duas arrancadas. Dois chutes que pareciam que não faria a bola sequer chegar ao gol, quanto menos vencer Gilmar. E não é que as duas entraram? Empate no tempo normal. E agora?

 

Penalidade máxima! Estranho, mas quando vi aquele Marcelinho Carioca já não fui com sua cara. O futuro corintiano já havia ganhado um lugar dentre os meus detestados do futebol. Mas isso só até a sua cobrança quando passei a admirá-lo, adorá-lo: ELE PERDEU!!!! E mesmo que não tivesse perdido, acho que o Zetti estava nela.

 

O triste é saber que domingo vou ao Morumbi, assistir a mais um São Paulo e Flamengo e dessa vez ver Jorge Wagner com a mesma 7 que uma vez Muller usou.

 

A recompensa é que verei um Hernanes com a mesma 15 que nos salvou naquele jogo.

 

E, quem sabe, eu não dou sorte agora também?

 

Saudações Tricolores!

 

Diego Honorato é publicitário, desesperado pelo Tricolor Paulista, e muito orgulhoso de torcer para o único Penta Campeão Brasileiro. Escreve no Flanews a convite da administração do blog.

Anúncios

6 comentários

  1. Caro Diego, obrigado por aceitar o nosso convite para escrever no Flanews. Seja bem vindo!!! Gostei muito do texto. Eu também me lembro bem desse jogo. O bom sujeito Casagrande teve a chance de ser campeão no Flamengo… Chance que se foi na cobrança de penaltys. Não ha muito o que a gente reclamar. O time do São Paulo era melhor.

    Mudando um pouco de assunto, peço que aguarde ansiosamente o texto de amanhã, que falará da Taça das Bolinhas. Penta Único, meu amigo, não existe. É história pra vender camisa da Reebok. Acredita nisso quem quer!


  2. Grande Diego, muito legal relembrar esse jogo na final da Supercopa. Mas como Flamenguista não posso deixar de fazer algumas correções.
    Realmente o primeiro gol foi do Casagrande, depois disso no segundo tempo o São Paulo empatou como Rubro-Negro Leonardo, assim veio a virado em seguida , gol do Juninho numa falha de Gilmar. Quando parecia perdido o jogo , Marquinhos ( que fizera os 2 gols no jogo de ida numa noite chuvosa no Maracanã , e um deles um golaço de canhota)acerta um balaço de fora da áera pra vencer o Zetti. Os 2 jogos empatara em 2 x 2 e foram pro penaltis. Naquela época nao existia gol fora de casa, qualquer empate no Morumbi levaria a decisão para marca penal. Ai voce retrata com clareza e uma tristeza para nos o penalti que nosso eterno reserva( Marcelinho começou a ser titular em 93 , logo depois negociado pro Timao) bate o penalti e a bola belisca na baliza direita de Zetti , se não me engano foi o 2 penalti do rubro-negro, todas as cobranças restante foram convertidas, ficando o título ai para voces da terra da garoa. Um abraço e obrigado pror relembrar essa historia triste , mas marcante.


  3. Diego , me enganei em uma coisa , o 1 gol foi do Renato gaucho de cabeca, Casao nao fez gol nesse jogo. Que tal relembrar um pouco dessa final.


  4. é…é verdade…até ia fazer uma pesquisa mas resolvi contar exatamente como lembrava….15 anos…direto do túnel do tempo…valeu aí pela informação! um grande abraço!


  5. Quem diz que o seu time é “penta único” não pode escrever num blog sobre Flamengo.


  6. Putzzz, como deixam esse pela saco postar aqui!!!! O cara vem falar de uma vitória do SP sobre o Fla e ainda diz que é penta único.
    E vocês publicam isso? Pisaram na bola feio.



Comentários encerrados.

%d blogueiros gostam disto: